Turismo Consciente do Litoral de São Paulo = Blog Caiçara!.............Caiçara Expedições Agência de Viagens e Turismo...........Receptivo Baixada Santista - Litoral de São Paulo....Seja Bem Vindo!

..:: Pesquisa Blog Caiçara ::..

terça-feira, 15 de julho de 2014

As Transformações da Biquinha de Anchieta em São Vicente SP

Centro da vida vicentina desde a época da colonização, sendo um dos locais preferidos pelo padre José de Anchieta, a Biquinha passou por várias transformações ao longo dos séculos.

Em fins do século XIX, havia um rústico paredão, com a data de 1850:


Foto: Poliantéia Vicentina, 1982, Ed. Caudex Ltda., S. Vicente/SP

Observe-se bem esta raridade - uma foto anterior a 1940 (mas posterior a 19/3/1933, quando foi colocada uma placa de bronze por José Antonio Zuffo, em homenagem a Anchieta), estampada em um cartão postal Wessel (produzido pelo engenheiro químico Conrado Wessel, que viveu de 1891 a 1941 e fundou em São Paulo a primeira fábrica de papel fotográfico latino-americana):


Foto: cartão postal no acervo do professor e pesquisador santista Francisco Carballa

Atente-se aos detalhes que tornam rara esta imagem:
1) ausência ainda do painel alusivo a Anchieta;
2) os acabamentos das laterais, em forma do sinal til (~) - volutas -, que em todas as demais imagens aparece invertido, para dentro da parede;
3) as placas em bronze ao centro e os azulejos, que já não aparecem nas imagens de 1943 (a placa de bronze principal foi transferida para a coluneta vista à esquerda em 1943/1950 e vista ainda mais à esquerda em foto de 2002);
4) o acabamento romboide no adorno superior das colunetas, depois adelgaçado;
5) a mureta com assentos, ao redor da fonte, e o acesso ao piso interno ainda feito pelo centro da área frontal (em 1943 passou a ser lateral e só voltou a ser central em 2002).

Respondendo a consulta feita por Novo Milênio, observa a professora Ana Kalassa El Banat que o desenho do monumento "está ligado a um dos estilos em voga entre os anos de 1910 e 1930, que teve um tempo de vida limitado, mas que muito contribuiu para o desenvolvimento da discussão sobre a arquitetura brasileira que se consolida posteriormente. O estilo em questão é o Neocolonial, que teve no arquiteto português Ricardo Severo um dos seus maiores divulgadores (também historiador, Ricardo Severo projetou o marco-padrão de São Vicente, o hospital Santo Antônio da Beneficência Portuguesa em Santos, um casarão em Santos, entre outras obras).

"Em termos muito sintéticos, podemos dizer que o Neocolonial nasce com a missão de dar forma a uma tradição brasileira na arquitetura, fazendo ressurgir o uso de elementos das construções dos tempos coloniais numa arquitetura atualizada genuinamente brasileira.

"Vem desse ideário a utilização do painel de azulejos, das volutas, das telhas, dos elementos recurvados e dos acabamentos romboides que você destacou. Esses foram chamados por Wasth Rodrigues de pinhas em gomos torcidos e foram utilizados, por exemplo, no chafariz do antigo Paço Municipal de Ouro Preto. Possivelmente o desenho escolhido para a fonte da Biquinha se inspirou nos antigos chafarizes coloniais e em Ouro Preto encontra-se também outra referência importante que pode ter servido como inspiração para o desenho adotado na Biquinha, que é o chafariz Marília de Dirceu (nome pelo qual é conhecido atualmente).

"Arrisco dizer também que pode haver relação entre a escolha de fazer a construção da Biquinha em estilo Neocolonial com a presença desse estilo nas construções dos anos 1920, de monumentos, no chamado Caminho do Mar, pelo arquiteto Victor Dubugras. Mas isso é apenas um palpite que precisaria de estudos para se fundamentar".


Foto: cartão postal no acervo do professor e pesquisador santista Francisco Carballa

Esta foto foi feita por volta de 1943:


Foto: cartão postal de 2004 da Cia. Melhoramentos de Papel e Celulose/Postal Colombo

E esta é a reprodução do postal original:


Imagem: acervo do historiador Waldir Rueda, de Santos/SP

É possível observar melhor, no detalhe, o painel de terracota do artista Domingos Savorelli, inaugurado em 22 de janeiro de 1943 mas logo destruído por vândalos:


Imagem: acervo do historiador Waldir Rueda, de Santos/SP

Outra imagem desse antigo painel:


Foto: acervo de Osmar e Enyde Apparecida Domingues Moretti

O trabalho em terracota estampava a milagrosa missão de Anchieta, em alto-relevo:


Foto: Poliantéia Vicentina, 1982, Ed. Caudex Ltda., S. Vicente/SP

Essa foto, em cartão postal, que foi enviado em 22 de fevereiro de 1948 por M. M. C. para "Maria Odete, admiradora de Terra de Martim Afonso":


Foto: acervo do professor e pesquisador santista Francisco Carballa

No detalhe desse cartão postal, a imagem na biquinha:


Foto: acervo do professor e pesquisador santista Francisco Carballa

A Biquinha foi reformulada em 1947, ganhando um painel de azulejos criado pela família de artistas plásticos Sendim. Esta foto foi feita possivelmente logo depois, na década de 1950:


Foto: acervo do professor e pesquisador santista Francisco Carballa

O local, em 2002:


Foto: Prefeitura Municipal de São Vicente

Fonte..:: Novo Milênio

Para Tours em São Vicente e Região

(fatos_históricos)

Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. obrigada por compartilhar essa informação! Importante para a história e o patrimônio! abs

    ResponderExcluir

A Caiçara Expedições agradece sua participação!
obs: Os comentários são moderados.

Mantenha contato! Muita Luz>>>

Prêmio Top Blog 2013/2014

Prêmio Top Blog 2013/2014
1º lugar "Oscar dos Blogs Brasileiros" na categoria Viagem e Turismo Profissional, pelo voto popular.

..:: Últimos Posts ::..

..:: O nós é feito de eus ::..

..:: Feito com Muito Carinho ::..

..:: Feito com Muito Carinho ::..