Fique Antenado no Maior Blog de Turismo Consciente do Litoral de São Paulo = Blog Caiçara!.............Seja Bem Vindo! Participe!............. Prêmio Top Blog 2013/2014 - 1º lugar "Oscar dos Blogs Brasileiros" na categoria Viagem e Turismo Profissional, pelo voto popular.

..:: Pesquisa Blog Caiçara ::..

Carregando...

terça-feira, 22 de julho de 2014

Programação Agosto 2014: Caiçara Expedições é Turismo, Cultura e Lazer o ano Todo!


 Outras Datas e Roteiros Consulte-nos


 Reserve já o seu, vagas limitadas!!!
* Alguns roteiros possuem necessidade de número mínimo de participantes, solicite informações.

Maiores informações e reservas:
Tel: (133466-6905, (13) 9 8141-0151
Twitter: @caicaraexp

Seja bem Vindo! WWW.CAICARAEXPEDICOES.COM
UM CARDÁPIO DE OPÇÕES!


(turismo)


segunda-feira, 21 de julho de 2014

Braz Cubas: a estátua do fundador de Santos SP

A Braz Cubas, que chegou com Martim Afonso de Souza ao litoral paulista em 1532, cabe a glória pela fundação de Santos e a criação do primeiro hospital do Brasil: a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia (1543). O hospital recebeu o nome de Santos, denominação que no passar do tempo se estendeu por todo o povoado.

Sem saber dia e mês, dizem que Braz Cubas nasceu em 1507, na Cidade do Porto, em Portugal. Era o terceiro filho do casal João Pieres Cubas e Isabel Nunes. Não há menções sobre sua esposa, nem a respeito de quem teria sido sua companheira em Santos. Sabe-se apenas que no Brasil se conheceram três filhos: Isabel, Jerônimo e Pero. Braz Cubas teve uma vida direcionada ao mar, como mostra este artigo publicado em 2008 no Portogente.

O monumento ao fundador de Santos, Braz Cubas, cujos restos mortais estão sob a estátua de 
mármore de Carrara. Ao fundo é possível ver a Igreja de Nossa Senhora do Carmo. Coleção: L. J. Giraud.

Faleceu em 1592, após 60 anos dedicados à terra que fundou. Por tudo fez, ganhou respeito e admiração da cidade de Santos, que o homenageou com um belo monumento na Praça da República.

Um dos mais imponentes e bonitos da Cidade, o monumento ao fundador de Santos tem uma base formada por três degraus de granito, um pedestal circundado por figuras alegorias, em mármore Carrara e elementos de ornamentação decorativa em bronze.

A inauguração do monumento feito pelo escultor italiano 
Lorenzo Massa aconteceu em 1908. Coleção: L. J. Giraud.

A estátua foi construída pelo escultor italiano Lourenço Massa e inaugurada em 26 de janeiro de 1908.

O monumento foi tombado em 1987 pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Santos (Condepasa), como bem cultural de interesse histórico e artístico.

Ilustração de Braz Cubas (1507-1592), o fundador de Santos

Consultas: FAMS e livro "Lembranças de São Paulo – O Litoral Paulista nos Cartões-Postais e Álbuns de Lembranças - 2001", dos autores João Emílio Gerodetti e Carlos Cornejo.

Fonte..:: Porto Gente

(fatos_históricos)

Para Turismo Histórico e Cultural em Santos e Região


Quilombo do Jabaquara em 1900 - Santos SP

Jabaquara é um nome que significa refúgio e esconderijo. Também, com base na origem tupi da palavra, é-lhe atribuído o significado de "corredor ligeiro", referência ao pequeno Rio Jabaquara, que havia na região e deu nome ao bairro, passando pelas encostas do morro do Bufo (Coruja) erguia-se a casa de Quintino  de Lacerda.

No século XIX, formou-se ali o histórico reduto do negro Quintino de Lacerda e, junto a ele, mais para o lado da Vila Mathias, o do Pai Felipe. O quilombo se situava atrás da atual Santa Casa, até a encosta do morro, no trecho hoje compreendido entre o Túnel Rubens Ferreira Martins e a subida do Morro da Nova Cintra. Os casebres, fotografados por Marques Pereira, ainda se erguiam em 1900.

Foto: J. Marques Pereira, publicada no jornal santista A Tribuna de 26/1/1939, na edição especial comemorativa do centenário da elevação da vila de Santos à categoria de cidade (jornal no acervo do historiador Waldir Rueda)

A foto de uma choupana no morro do Jabaquara ilustrou um cartão postal dos primeiros anos do século XX, e que em princípios de 2008 foi negociado no site de leilões EBay/Itália:
Imagem divulgada no site Ebay/Itália, consultado em 28/2/2008

Fonte..:: Novo Milênio

(fatos_históricos)

Para Turismo Histórico e Cultural em Santos e Região




quinta-feira, 17 de julho de 2014

Programa SP Record Litoral e Vale do Paraíba: Cuidados e Deveres ao Fazer Trilhas

Programa Gravado AO VIVO dia 16 de Julho de 2014


Contratar uma Agência de Ecoturismo Especializada é Sempre o Melhor Caminho!
A Agência Especializada deve fornecer Guia de Turismo Especializado e Experiente.
Conheça o Trabalho da Caiçara Expedições


terça-feira, 15 de julho de 2014

História do Parque Balneário Hotel em Santos


1908 – Em construção acanhada, pertencia a Alberto Fomm e Elisa Poli, oferecendo, na época, todas as comodidades de hospedagem.


O Parque Balneário Hotel, quando pertencia a Alberto Fomm e Elisa Poli, em 1908

1912 – A Cia. Economizadora Paulista, dirigida por Júlio Conceição, adquire o hotel por 1200$000 (um conto e duzentos mil réis) e logo a seguir manda demolir o velho edifício surgindo outro, imponente, que se completou em outra etapas.
1914 – Assume a direção do hotel João Fracarolli, integrando-se à sociedade, Henrique Fracarolli, Aldo Fracarolli (gerente), José Fracarolli Sobrinho e Alberto Fracarolli.
1922 – Construção da ala paralela à Rua Carlos Afonseca.
1926 – Levantamento do bloco voltado para a Av. Ana Costa, cuja cerimônia de lançamento da pedra fundamental foi prestigiada com a presença dos srs. Washington Luiz e do presidente do Estado, Carlos de Campos.


O torreão onde ficaram instaladas a portaria e a recepção, completando o edifício em forma de "L" - 1928

1928 – Levantado o torreão onde ficaram instaladas a portaria e a recepção, completando o edifício que tinha a forma de “L”.
1931 – Surge, no PBH, uma das primeiras agências de turismo do Estado de S. Paulo: Agência de Turismo Santos Ltda., vinculada à Bence Tourist Co., de Nova Iorque, estabelecendo no estado de São Paulo a modalidade de turismo dirigido. Ainda nessa década foram fundados nas dependências do hotel o Tênis Clube de Santos e o Bridge Clube de santos.
1966 – O Parque Balneário Hotel é vendido ao Santos Futebol Clube, por BC$ 6.000.000,00, onde instalou sua sede social mantendo-o ainda como hotel.
09-10-1972 – Dirimidos os problemas entre a família Francarolli e o Santos Futebol Clube, o PBH foi comprado por um grupo financeiro santista dirigido pelo sr. Cláudio Doneux, então titular da Metromar Engenharia e Comércio Ltda.; sendo celebrado instrumento particular de compra pelo valor de Cr$ 16.761.000,00.


O prédio voltado para Av. Ana Costa, cuja cerimônia de lançamento em 1926
foi prestigiada pelos Srs. Washington Luiz e o Presidente do Estado Carlos de Campos

25-01-1996 – O Parque Balneário Hotel é adquirido pelo grupo Mendes Hotéis Turismo Adm. Ltda, que o transformou num "Super Cinco Estrelas".


Notas
Conforme o Livro de Registro (já desaparecido) dos antigos PBH, eis, entre outras, as personalidades que se hospedaram ou foram homenageadas: Conde D’ Eu (Luis Felipe Maria Fernando Gastão de Orleans) e sua esposa Exma. Sra. Isabel Cristina de Bragança, membros da família imperial, rei Alberto da Bélgica, príncipe Aimoni, gen. Agustin Justo, Gabriel Terra, aviador De Pinedo, aviadores Sacadura Cabral e Gago Coutinho, escritor Blasco Ibanês, presidentes da república: Afonso Pena, Venceslau Brás, Epitácio Pessoa, Washington Luiz, Júlio Prestes (eleito presidente da República, não chegou a tomar posse em virtude da Revolução de 1930), Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek e João Goulart. Presidentes do Estado de S. Paulo: Altino Arantes e Carlos de Campos, governadores Armando de Sales Oliveira e Adhemar de Barros, Pedro de Toledo, interventor federal em S. Paulo. Gen Craveiros Lopes, General Mark Clark – comandante do V Exército dos Estados Unidos, do qual ficou subordinada a FEB, e muitos outros.

O Parque Balneário Hotel, a nível de hotelaria, ganhou renome, tornando-se famoso no Brasil e até no exterior, distinguindo-o como estabelecimento hoteleiro de primeira linha, acolhendo as mais destacadas personalidades nacionais e estrangeiras, fazendo turismo dirigido e promovendo a cidade de Santos, ao invés de ser por ela promovido.


Visão aérea da localização do Parque Balneário Hotel - Google Maps

Fonte..:: PortoGente

Para Tours no Guarujá e Região

(fatos_históricos)

As Transformações da Biquinha de Anchieta em São Vicente SP

Centro da vida vicentina desde a época da colonização, sendo um dos locais preferidos pelo padre José de Anchieta, a Biquinha passou por várias transformações ao longo dos séculos.

Em fins do século XIX, havia um rústico paredão, com a data de 1850:


Foto: Poliantéia Vicentina, 1982, Ed. Caudex Ltda., S. Vicente/SP

Observe-se bem esta raridade - uma foto anterior a 1940 (mas posterior a 19/3/1933, quando foi colocada uma placa de bronze por José Antonio Zuffo, em homenagem a Anchieta), estampada em um cartão postal Wessel (produzido pelo engenheiro químico Conrado Wessel, que viveu de 1891 a 1941 e fundou em São Paulo a primeira fábrica de papel fotográfico latino-americana):


Foto: cartão postal no acervo do professor e pesquisador santista Francisco Carballa

Atente-se aos detalhes que tornam rara esta imagem:
1) ausência ainda do painel alusivo a Anchieta;
2) os acabamentos das laterais, em forma do sinal til (~) - volutas -, que em todas as demais imagens aparece invertido, para dentro da parede;
3) as placas em bronze ao centro e os azulejos, que já não aparecem nas imagens de 1943 (a placa de bronze principal foi transferida para a coluneta vista à esquerda em 1943/1950 e vista ainda mais à esquerda em foto de 2002);
4) o acabamento romboide no adorno superior das colunetas, depois adelgaçado;
5) a mureta com assentos, ao redor da fonte, e o acesso ao piso interno ainda feito pelo centro da área frontal (em 1943 passou a ser lateral e só voltou a ser central em 2002).

Respondendo a consulta feita por Novo Milênio, observa a professora Ana Kalassa El Banat que o desenho do monumento "está ligado a um dos estilos em voga entre os anos de 1910 e 1930, que teve um tempo de vida limitado, mas que muito contribuiu para o desenvolvimento da discussão sobre a arquitetura brasileira que se consolida posteriormente. O estilo em questão é o Neocolonial, que teve no arquiteto português Ricardo Severo um dos seus maiores divulgadores (também historiador, Ricardo Severo projetou o marco-padrão de São Vicente, o hospital Santo Antônio da Beneficência Portuguesa em Santos, um casarão em Santos, entre outras obras).

"Em termos muito sintéticos, podemos dizer que o Neocolonial nasce com a missão de dar forma a uma tradição brasileira na arquitetura, fazendo ressurgir o uso de elementos das construções dos tempos coloniais numa arquitetura atualizada genuinamente brasileira.

"Vem desse ideário a utilização do painel de azulejos, das volutas, das telhas, dos elementos recurvados e dos acabamentos romboides que você destacou. Esses foram chamados por Wasth Rodrigues de pinhas em gomos torcidos e foram utilizados, por exemplo, no chafariz do antigo Paço Municipal de Ouro Preto. Possivelmente o desenho escolhido para a fonte da Biquinha se inspirou nos antigos chafarizes coloniais e em Ouro Preto encontra-se também outra referência importante que pode ter servido como inspiração para o desenho adotado na Biquinha, que é o chafariz Marília de Dirceu (nome pelo qual é conhecido atualmente).

"Arrisco dizer também que pode haver relação entre a escolha de fazer a construção da Biquinha em estilo Neocolonial com a presença desse estilo nas construções dos anos 1920, de monumentos, no chamado Caminho do Mar, pelo arquiteto Victor Dubugras. Mas isso é apenas um palpite que precisaria de estudos para se fundamentar".


Foto: cartão postal no acervo do professor e pesquisador santista Francisco Carballa

Esta foto foi feita por volta de 1943:


Foto: cartão postal de 2004 da Cia. Melhoramentos de Papel e Celulose/Postal Colombo

E esta é a reprodução do postal original:


Imagem: acervo do historiador Waldir Rueda, de Santos/SP

É possível observar melhor, no detalhe, o painel de terracota do artista Domingos Savorelli, inaugurado em 22 de janeiro de 1943 mas logo destruído por vândalos:


Imagem: acervo do historiador Waldir Rueda, de Santos/SP

Outra imagem desse antigo painel:


Foto: acervo de Osmar e Enyde Apparecida Domingues Moretti

O trabalho em terracota estampava a milagrosa missão de Anchieta, em alto-relevo:


Foto: Poliantéia Vicentina, 1982, Ed. Caudex Ltda., S. Vicente/SP

Essa foto, em cartão postal, que foi enviado em 22 de fevereiro de 1948 por M. M. C. para "Maria Odete, admiradora de Terra de Martim Afonso":


Foto: acervo do professor e pesquisador santista Francisco Carballa

No detalhe desse cartão postal, a imagem na biquinha:


Foto: acervo do professor e pesquisador santista Francisco Carballa

A Biquinha foi reformulada em 1947, ganhando um painel de azulejos criado pela família de artistas plásticos Sendim. Esta foto foi feita possivelmente logo depois, na década de 1950:


Foto: acervo do professor e pesquisador santista Francisco Carballa

O local, em 2002:


Foto: Prefeitura Municipal de São Vicente

Fonte..:: Novo Milênio

Para Tours em São Vicente e Região

(fatos_históricos)

Abandono! Destruição no Mirante de Peruíbe SP / Ruínas do Abarebebê fechadas para Manutenção Peruíbe SP

No dia 10 de Julho de 2014 fomos passar o dia no Guaraú, mas como o dia estava muito chuvoso resolvemos fazer um tour pela cidade de Peruíbe SP. Fomos ao Aquário, Lamário, Porto de Pesca e também resolvemos fazer visita ao Mirante/Museu Arqueológico e Ruínas do Abarebebê.

Abaixo segue cenário que nos deparamos no Mirante, que na verdade já não mais abriga o Museu Arqueológico, que está em outro local (Bairro Estação/Estação Rodoviária). Porém no antigo local não existe nenhum aviso sobre isso! Quem chega lá não sabe da transferência do acervo e só verifica o completo abandono e descaso do Mirante, que também é um belo atrativo da cidade. Muito Triste!
#Fato: Falta indicação de mudança no local, Falta Segurança e Mirante Abandonado.

Obs 1. No Folder Institucional que retiramos no PIT da cidade ainda consta o Museu Arqueológico no Mirante! Bem confuso isso né! Aproveitando fica a dica para a cidade colocar ao menos um telefone do Órgão de Turismo da cidade, pois por incrível que pareça não existe no folder, Outra dica é a inclusão do disk 100, que é uma solicitação do Ministério do Turismo. Aproveito e tb coloco mais abaixo imagens do tal folder.
#Fato: Folder com informações desatualizadas e falta de conteúdo.

clique nas imagens para ampliar

Obs 2. O Site Oficial da prefeitura também está com a informação desatualizada. Abaixo também segue print da página oficial http://www.peruibe2.sp.gov.br/turismo/index.html.
#Fato: Também desatualizado e confuso para visitante.
clique na imagem para ampliar

Mirante Peruíbe SP













Ruínas do Abarebebê
Outro local que deveria estar em ordem são as Ruínas do Abarebebê. Quando chegamos deparamos com um aviso de fechado temporariamente para manutenção, mas não observamos ninguém e nada sendo feito. Nos aparenta mais um local a mercê de vândalos e abandono.




Atenção Amigos de Peruíbe! O Turismo é um Bom Negócio - Cobrem daqueles que possuem as responsabilidades de cuidarem destes patrimônios da cidade.

* Fotos e Textos de..:: Renato Marchesini

(turismo)
 

Prêmio Top Blog 2013/2014

Prêmio Top Blog 2013/2014
1º lugar "Oscar dos Blogs Brasileiros" na categoria Viagem e Turismo Profissional, pelo voto popular.

..:: Últimos Posts ::..

..:: O nós é feito de eus ::..

..:: Feito com Muito Carinho ::..

..:: Feito com Muito Carinho ::..