Turismo consciente na
Costa da Mata Atlântica

quarta-feira, 19 de junho de 2019

CPTM confirma estudos do Expresso Turístico para Santos SP


A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM confirmou ao Via Trolebus estudos de viagens do Expresso Turístico de São Paulo a Santos. Nesta segunda, a página “Paparazzi Ferroviário” postou imagens de uma locomotiva da CPTM junto com carros de passageiros trafegando pela Baixada Santista.

“Essa foi uma viagem técnica para analisar os trilhos para embasamentos de estudos que estão sendo realizados.”, diz nota da operadora.

Foto: Luiz Coelho

Segundo informações extra-oficiais, é estudado partidas mensais a partir da estação da Luz. O trem chegaria até a baixada Santista por meio da decida da serra a partir de Paranapiacaba. Seriam ainda disponibilizados outros 3 carros de passageiros, somando aos dois atuais, formando uma composição de 5 carros.

Fonte..:: Via Trolebus


..:: Trem especial da CPTM fez viagem teste até Santos SP ::..

O trem turístico da CPTM fez uma viagem até o terminal de passageiros de Navios Cruzeiros de Santos ontem (17/06/2019), as informações preliminares dão conta de uma viagem teste para uma futura implantação desse serviço.

Estiveram presentes apenas convidados devidamente selecionados incluindo autoridades da secretaria de Turismo,secretário de transportes metropolitanos e executivos da CPTM e MRS logística .
O projeto prevê, assim que implantado, que o trem partirá da estação da Luz inicialmente 1 vez por mês durante o período da manhã e devera retornar ao planalto no fim de tarde.

Não há previsão de implantação do serviço,mas segundo o secretário de transportes metropolitanos já é possível que no próximo verão o trem já esteja operando.

Durante a viagem teste foram avaliados o tempo de percurso , a troca de tração, logística de compartilhamento do trecho entre Rio Grande da Serra e Santos e etc.

Foto: WhatsApp local Piassaguera

Para a implantação futura serão disponibilizados outros 3 carros de passageiros em processo de restauro nas oficinas Lapa em São Paulo, somando aos atuais dois carros operacionais um total de 5 carros na composição futura.

..:: Direito de passagem

Wânia Seixas e Paulo Monteiro, respectivamente secretária-adjunta e assessor técnico da Setur, explicaram que a inexistência de ‘janela’ nos horários da MRS, operadora logística que administra a malha ferroviária em Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, não representa mais um impedimento para o projeto em virtude da diminuição de volume de minério de ferro que era transportado para a Usiminas.



segunda-feira, 10 de junho de 2019

PALMITO do TRONCO da BANANEIRA

PALMITO do TRONCO da BANANEIRA




Governo prepara MP com redução de tributos para agências e operadoras

Durante o lançamento de sua nova marca ‘A Hora do Turismo’, na última quinta-feira (6) o ministro Marcelo Álvaro Antônio informou que o governo já elabora uma Media Provisória para atender a antigas reivindicações do setor. Entre elas está a redução da tributação que incide sobre as agências e operadoras de turismo. No texto também estarão a redução da tributação para cruzeiros marítimos, a transformação da Embratur em agência de promoção internacional e a criação de áreas especiais de interesse turístico. A expectativa é de que a MP seja publicada até julho.
“A primeira missão deste governo é não atrapalhar quem quer produzir. Por isso, estamos debruçados em projetos e programas que destravem a economia, gerando um ambiente de negócios frutífero ao empresário, ao investidor e o principal: cheio de oportunidades para os brasileiros”, destacou o ministro.

quinta-feira, 6 de junho de 2019

História da Arquitetura em Santos 1957 - Professor Ruy Eduardo Debs Franco




(1957). Você conhecia a história desse prédio na orla de Santos?

O professor de Arquitetura, na Unimonte Ruy Eduardo Franco, conta.
Imagens: Viver em Santos TV
Fotos antigas: Acervo Ruy Eduardo Debs Franco

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Colisão envolvendo navio da MSC Opera deixa feridos em Veneza

De acordo com informações preliminares, o MSC "Opera" 
estava atracado quando teve uma falha no motor e perdeu o controle


NAVIOS DE CRUZEIRO É TEMA INCÔMODO EM VENEZA (FOTO: ANSA)

Um navio de cruzeiro da MSC desgovernado atingiu o cais e um barco turístico em um porto de Veneza, na Itália, deixando pelo menos quatro pessoas feridas neste domingo (2).

De acordo com informações preliminares, o MSC "Opera" estava atracado no cais de San Basilio, no canal de Giudecca, no centro da cidade, quando teve uma falha no motor e perdeu o controle. As quatro vítimas são estrangeiros, com idades entre 67 e 72 anos, e estavam a bordo do barco de turismo "River Countness".

Todos foram hospitalizados. Um australiano, de 67 anos, está em estado um pouco mais grave e é avaliado por médicos. "O navio da MSC registrou uma falha no motor, imediatamente reportada pelo comandante. O motor foi bloqueado, mas empurrado, porque a velocidade aumentou, como confirmado", afirmou à ANSA Davide Calderan, presidente da companhia de rebocadores que estava guiando o 'Opera' até a amarração, antes do acidente.

Dois rebocadores ainda tentaram parar o navio até que um dos cabos quebrou, cortado pelo impacto e pressão do barco contra a água.

Imagens publicadas nas redes sociais mostram o momento exato em que o navio avança e colide com o cais e a outra embarcação. O incidente provocou pânico nas pessoas presentes, que tentaram fugir.



Reações - O prefeito de Veneza, Luigi Brugnaro, está no local do acidente e se pronunciou em sua conta no Twitter. "Acidente no porto de Veneza. Navio contra o cais em San Basilio. Estamos no local junto com a polícia e veículos de emergência", escreveu.

Ainda na rede social, Brugnaro informou também aos cidadãos que a regata marcada para hoje foi cancelada. "Neste momento devemos dar prioridade aos meios de resgate".

Fonte..:: Época Negócios 



Vídeo Santa Bárbara e suas belas lembranças


Crédito: Gil Produções.

terça-feira, 4 de junho de 2019

Organização Mundial do Turismo (OMT): residentes locais favoráveis ao turismo urbano

Esta é uma das conclusões do inquérito realizado pela Organização Mundial do Turismo e pela IPSOS que abrangeu um total de 15 países em todo o mundo (Portugal não foi incluído). O estudo deixa claro que, apesar de existir uma valorização positiva dos impactos do turismo, há uma divergência de opiniões entre gerações, com os mais jovens a serem mais favoráveis a medidas restritivas da procura turística.



Segundo a OMT, ao analisar 15 países em todo o mundo a investigação identificou aquilo que os residentes consideram como sendo as melhores formas de administrar um número crescente de turistas colocando em destaque as diferentes atitudes dos diversos grupos sociodemográficos face ao turismo urbano.

O inquérito teve em vista uma melhor compreensão das atitudes dos residentes relativamente ao turismo urbano bem como a identificação das melhores estratégias de gestão para abordar os desafios que se colocam por via de uma crescente procura turística.

“Para nos assegurarmos que o turismo urbano continue a beneficiar os residentes locais é fundamental implementar políticas e práticas sustentáveis”, afirma Zurab Pololikashvili, secretário-geral da OMT que explica que para isso há que “monitorizar regularmente as atitudes dos residentes em relação ao turismo”, incluindo essa monitorização “na agenda do turismo”.

Austrália, Argentina, Suécia, república da Coreia e Espanha são, segundo a OMT, os países onde os impactos do turismo são valorizados de forma mais positiva. Por outro lado, os menores de 34 anos mostram uma maior consciência dos impactos positivos e negativos do turismo, enquanto os maiores de 50 anos aparentam ter menos consciência dos impactos negativos.  São também os mais jovens que têm maior probabilidade de estar a favor de medidas mais restritivas para gerir o aumento da procura turística.

A OMT acrescenta que apenas 5% dos inquiridos com mais de 50 anos pensa que a promoção turística deve parar (12% para os inquiridos mais jovens), enquanto só 8% está a favor da imposição de limites ao número de visitantes nas suas cidades (16% no caso dos inquiridos até aos 34 anos).

De acordo com os resultados do inquérito, os residentes dos 15 países auscultados consideram que a melhor forma de abordar os crescentes fluxos turísticos urbanos passa por “melhorar as infra-estruturas e instalações” (89% na Hungria, 80% em Itália e 79% na Argentina). A segunda estratégia mais defendida é “criar experiências e atracções que beneficiem tanto os residentes como os turistas” (82% no Canadá e Hungria; 75% e 74% na Argentina e República de Coreia).

O inquérito realizou.se entre Dezembro de 2018 e Janeiro de 2019 na Alemanha, Argentina, Austrália, Bélgica, Canadá, Espanha, Estados Unidos, França, Hungria, Itália, Japão, Polónia, Reino Unido, República de Coreia e Suécia.

Fonte..:: Turisver

..:: Google Analytics ::..