Turismo Consciente do Litoral de São Paulo = Blog Caiçara!.............Caiçara Expedições Agência de Viagens e Turismo...........Receptivo Baixada Santista - Litoral de São Paulo....Seja Bem Vindo!

..:: Pesquisa Blog Caiçara ::..

domingo, 26 de março de 2017

Jarbas Favoretto é Homenageado na Assembleia Legislativa de São Paulo

O presidente da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa de São Paulo, deputado Itamar Borges (PMDB), participou nesta segunda-feira, 20 de março, da Sessão Solene que comemorou o Dia Estadual do Turismo e concedeu o colar de Honra ao Mérito Legislativo do Estado de São Paulo ao presidente da AMITur, Jarbas Favoretto. A iniciativa do evento foi do deputado João Caramez.



“Jarbas é uma da referência do turismo em São Paulo e no Brasil. Foi um grande parceiro durante meus mandatos como prefeito de Santa Fé do Sul, orientou a mim e a minha equipe para que conseguíssemos transformar o município em Estância Turística. Parabéns ao Jarbas que representa a grandeza do turismo do nosso país”, disse Itamar Borges.

Favoretto falou sobre sua trajetória, destacou as pessoas que fizeram parte da sua história e a importância do turismo. “Só tenho a agradecer a todas as pessoas que me ajudaram a chegar aonde cheguei e essa homenagem devo aos meus companheiros. Estou à disposição dos municípios e da secretaria estadual de Turismo para ajudar o Estado a crescer, pois o potencial é grande e tem que ser aproveitado”, disse.


Participaram do encontro, secretário estadual de Turismo, Laércio Benko, secretário adjunto, Romildo Campello, presidente de Frente Parlamentar de Apoio ao Turismo da Alesp, deputada Célia Leão, deputado federal e ex-secretário de Turismo, Roberto de Lucena, presidente da Fenactur, Michel Tuma Ness, coordenador de turismo da prefeitura de São Paulo, Marcos Arbaitman, presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, deputado Herculano Passos, prefeitos, vices, vereadores, secretários municipais, familiares do homenageado, entre outras autoridades.





quinta-feira, 23 de março de 2017

Se quiser ser líder, não foque no preço, invista em qualidade

Pare um minuto para pensar as marcas que você consome ou conhece, que são líderes de mercado e vendem essencialmente qualidade; é muito raro ver uma empresa ser a mais barata e, ao mesmo tempo, líder de vendas.

Por..:: Erik Penna

Muitos empreendedores já partilharam comigo uma dúvida cruel na hora de vender: é melhor focar no preço ou na qualidade? Em tempos difíceis na economia, como agora, é comum perceber empreendedores com a seguinte dúvida: é melhor apostar na qualidade ou no preço baixo?

Destaco abaixo dados de uma pesquisa realizada pela na AC Nielsen, onde revela que o preço é, sem dúvida alguma, importante. No entanto, outros três fatores prevalecem na hora do cliente decidir pela compra de um determinado produto ou serviço:

1. Conveniência: a cada dia que passa o cliente quer mais facilidades, então, entregue essa comodidade a ele e não precisará reduzir seu preço, pelo contrário, poderá agregar valor e cobrar mais por isso. Um bom exemplo disso aconteceu comigo. Eu sempre tinha que levar e buscar nossa cachorrinha Laila no pet shop. Certo dia, apareceu uma outra loja com um serviço diferenciado e mudei para eles. Agora, marcamos o dia, horário e o carro do pet shop passa em casa, leva a Laila, dá o banho, faz a tosa e entrega em casa. Além disso, informam sobre as vacinas, quando ela precisa tomar e, uma vez por mês, trazem a máquina do cartão e pagamos tudo junto. Invisto 20% a mais, mas estou satisfeito pela comodidade oferecida.

2. Confiança: quando confiamos na empresa ou no profissional que nos atende ficamos mais dispostos a pagar um tanto a mais. Pude ver isso quando um amigo contou que precisava fazer uma cirurgia ocular de catarata. Ele comentou o valor que estava pagando e um outro colega mencionou que conhecia um médico recém-formado, que poderia fazer pela metade do preço, e ainda parcelava em dez vezes. Meu amigo não aceitou e disse que preferia pagar um valor maior e operar com quem ele conhecia e confiava.

3. Qualidade: Quando valorizamos a qualidade do produto ou serviço prestado com um atendimento de excelência, pagar um pouco a mais vale muito a pena. Me lembro de uma vez que acompanhei minha esposa numa compra de supermercado. Quando paramos na gôndola para pegar uma papinha para nossa bebê, vimos algumas opções com preços variados e ela disse: “Sem dúvida alguma, vamos optar pela melhor marca e qualidade para nossa filha, afinal, ela é nossa joia preciosa”. Repare: pagamos 40% a mais pela qualidade reconhecida da empresa que fabrica aquele item.

E, pesquisando a respeito, descobri que as empresas que focam em qualidade costumam se tornar líderes. Pare um minuto para pensar as marcas que você consome ou conhece, que são líderes de mercado e vendem essencialmente qualidade. Aposto que vai se lembrar de diversas empresas líderes e marcas famosas.

Agora, tente enumerar quantas marcas você conhece que são líderes nacionais de vendas e são as marcas mais baratas do Brasil. Fazendo tal exercício, percebi que é muito raro ver uma empresa ser a mais barata e, ao mesmo tempo, líder de vendas.

Portanto, não abaixe o preço! Melhore os argumentos e apresente seus diferenciais.

* Erik Penna é palestrante, especialista em vendas, consultor e autor de livros como “A Divertida Arte de Vender” e “Atendimento Mágico - Como Encantar e Surpreender Clientes”. 

Fonte..:: Administradores


Aí chega alguém em você e diz: "Mas tá caro! Lá no teu concorrente está por menos, pela metade do preço. Vc cobre o valor????"
Infelizmente não posso "cobrir" o valor do colega porque não sei das condições e investimentos dele, mas para mim foi muito caro e árduo o caminho pra chegar até aqui.
Barato tem um monte, mas qualidade é para poucos!!! 
CAMPANHA: Valorize seu trabalho!! 
SE VC AMA SUA PROFISSÃO COPIE E COLE NO SEU MURAL ...







Evite ser o chato que reclama de tudo

Se você não quer ser isolado pelos colegas de trabalho, desligue o botão de reclamações ininterruptas. E deixe de ser o sujeito que só sabe olhar para o próprio umbigo.

Por..:: Célia Leão

Evite ser o chato que reclama de tudo, seja uma boa companhia (Jackson Duarte / VOCÊ S/A)

Ando aqui pensando muito em como as pessoas que estão ao nosso lado podem influenciar positiva ou negativamente uma expe­riência. Viaje com um chato e você se lembrará do que eu falo: por melhor que a coisa esteja, o chato sempre acha uma maneira de estragar o que é bom, reclamando o tempo todo de tudo.

No ambiente corporativo é a mesma coisa. Só quem trabalha ao lado de um chato ou de um profissional sem noção entende o que estou falando. Só esses pobres coitados é que sabem o calvário diário a que são submetidos. Se você não quer ter sua mesa colocada atrás do armário que guarda o arquivo-morto do escritório, preste atenção nestas dicas.

Seja positivo – Na medida do possível, controle seu temperamento, não reclame de tudo e de todos, cultive o bom humor, faça sua vida e a dos que o rodeiam mais leve. O trabalho por si só já é estressante.

Maneire o tom – Não imagino nada mais estressante do que trabalhar ao lado de alguém que, o tempo todo, se comunica com os colegas e com os clientes num volume tal que quem não participa da interação nem sequer consegue se concentrar. Nesses casos, o feed­back honesto e gentil ao gritalhão resolve a situação.

Não seja do contra – Engaje-se, torça a favor de projetos e de responsabilidades que são de todo o seu time. Tem coisa pior do que trabalhar ao lado de alguém que parece ter uma nuvem negra de negatividade sobre a cabeça o tempo todo?

Baixe o ego – Sim, sim, as estrelas deixam o céu sempre mais bonito. E, quanto mais delas há na noite, mais bonito fica o céu. Pare com esse complexo de farolete e deixe que os outros falem, contem seus feitos, enfim, brilhem também. Aquele que quer que os outros ouçam seus casos precisa aprender a ouvir o caso dos outros.

Respeite seu time – Honre os compromissos que você se propôs a cumprir. Seja um profissional pontual, jogue limpo com os colegas e jamais pense em puxar o tapete de quem quer que seja ou em levar vantagem sem merecimento.

Como vê, são pequeninas coisas que, somadas, podem fazer da vida dos que nos rodeiam um oásis de tranquilidade e produtividade. Ou, quando ignoradas, geram uma sucessão de estresses e aborrecimentos que, mais dia, menos dia, acabam sendo sanados, nos casos extremos, com o desligamento do chato do grupo. Nos escritórios colaborativos de hoje, ser chato custa caro. 

Fonte..:: Exame

 


quarta-feira, 22 de março de 2017

Navio Prof. W. Besnard: Indecisão pode levar o navio oceanográfico brasileiro para o fundo das águas de Ilhabela

O desbravador da Antártica

Nunca naveguei nele, mas bem que gostaria. Aquilo não é um barco, é uma lenda náutica. O navio oceanográfico Prof. W. Besnard, assim batizado em homenagem ao russo- francês, Wladimir Besnard; cientista trazido ao Brasil pelos fundadores da USP para organizar, e dirigir, o Instituto Oceanográfico da USP em seus primeiros 14 anos. Tarefa que executou coberto de brilho.

Besnard desde sempre não abriu mão de um navio de pesquisas. Para dar forma ao modelo escolhido pela Universidade de São Paulo, definiram o  estaleiro  A/S Mjellem Karlsen, em Bergen, Noruega, a quem coube o projeto final da embarcação.

..:: Navio foi entregue em 1967
Em 1967, já batizado em homenagem ao seu idealizador, morto pouco antes, ele foi entregue e trazido para Santos.

..:: 23 anos navegando ininterruptamente, mais de 150 viagens, e 50 mil amostras de organismos marinhos
O Prof W Besnard navegou mais de 3.000 dias. Durante os primeiros 23 anos, o navio navegou sem interrupções! Só de Antártica ele acumula seis expedições. Ao todo, foram mais de 150 viagens! 68 diários de bordo para contar a história, ou mais de 50 mil amostras de organismos marinhos coletados, algumas não catalogadas até hoje.

Navio Prof W Besnard, afundando nossa história, imagem do navio Prof Besnard no porto de Santos
Pequeno e bravo

..:: Carreira coroada de sucessos
A carreira do pequeno Prof. W. Besnard foi aquela com que todo mundo sonha: uma carreira de sonhos. Repleta de aventura, expedição, pesquisa,  e muito sucesso.

Quantas teorias, e descobertas científicas, não foram gestadas em seus porões?

..:: Navios são como gente: envelhecem
Apesar da vida gloriosa, os barcos são como  gente: envelhecem. O ferro perde a briga para a ferrugem; os eletrônicos são substituídos. E a gente vai tocando, fingindo não ver a decadência. Até que algum dia alguém decide: “não dá mais”, “chegou ao seu final”.

..:: Crueldade: determinar a morte de um navio
Esta crueldade, determinar o fim da vida de um navio na base da eutanásia,  acontece com grande frequência. Mas quando envolve  algum “conhecido” a gente sente.  Relembrando a história do barco, suas épicas viagens, o caso muda.

Navio Prof. W. Besnard escreveu lindos capítulos das história náutica brasileira

Com a aproximação da aposentadoria, anunciada no início de 2016, o Prof. W. Besnard deixa de ser um simples navio. Torna-se  um nostálgico capítulo, dos mais bonitos e importantes, de nossa história náutica.

O comando

O final, indigno de sua importância, se aproxima
Numa traiçoeira tarde, de novembro de 2008, um incêndio irrompeu num dos camarotes do navio,  fundeado na Baía de Guanabara. Não houve vítimas, e os próprios tripulantes controlaram a situação. Mas o incêndio, no navio que por mais de 45 anos serviu a Universidade de S. Paulo, pôs o ponto final em sua história. Mesmo assim ele continua vivo. De acordo com informações, e fotos, de amigos que visitaram o Besnard recentemente,

a casa de máquinas está em perfeito estado. Motores, geradores, tudo funcionando. E nem uma gota de água nos porões do navio.

Casa de máquinas com equipamentos em bom estado

O Besnard está na UTI, à espera que desliguem os aparelhos que o mantém vivo

Aspecto interno

Como demonstram as fotos, apesar da idade o “coração do Besnard”, a casa de máquinas,  parece em bom estado apesar de, externamente, ele estar mal tratado.

O porão do Besnard

..:: Possibilidades do destino
Uma, era que o navio virasse atração no Museu Marítimo do Valongo, um acanhado museu de Santos. A ideia não teria vingado pela “dificuldade de tirar o Besnard da água e coloca-lo num berço em terra firme”. Um valor ridículo, que bem poderia ser coberto pela prefeitura de Santos.

Outra, mais exótica, foi doa-lo ao Uruguai, onde seria remodelado e voltaria à pesquisa. Ainda não foi desta vez. Leva-lo ao Amazonas? Até isso foi cogitado, além da possibilidade de retalha-lo, e vende-lo aos pedaços.

..:: Decisão adotada: afundar o Besnard
Mas a solução mais votada parece ser afunda-lo na região da Ponta da Sela, litoral sul de Ilhabela. E ali, numa profundidade entre 20 e 25 metros, esperar que seu casco seja colonizado para, aos poucos, se transformar em um novo habitat marinho. Seria um destino menos cruel que o retalhamento mas, na opinião do Mar Sem Fim, ainda assim seria um duro golpe final para o icônico navio.

..:: Porque não deixa-lo seguir sua linda história de pesquisa e ensino, tornando-o um museu?
E esta, por acaso, não seria a melhor oportunidade para contar nossa bonita história na Antártica? Transformando o Besnard em museu flutuante, o navio continuaria vivo, servindo o Brasil, ensinando às futuras gerações como foram nossos primeiros passos no ‘Continente Gelado’. Mas, para isso, é preciso uma mobilização pública, negociação com o prefeito de Ilhabela, e montagem de um grupo capaz do necessário financiamento para a  transformação.

..:: A USP e o navio Prof. W. Besnard
A USP conta atualmente com dois navios oceanográficos: o Alpha Crucis, entregue em 2012, e o Alpha Delphini, no ano seguinte. Segundo Frederico Brandini, diretor do Instituto Oceanográfico da USP, o IOUSP, entrevistado pelo Mar Sem Fim

"todos queriam que o navio se transformasse em Museu, mas não encontramos interessados. Por isso tiramos todas as peças importantes como timão, lanternas, instrumentos de navegação, livros de bordo, fotografias, e levamos para o Museu do Instituto Oceanográfico da USP. O único interessado na carcaça do navio foi o prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci, que ainda esta semana deve assinar o termo de doação junto à direção da USP."

..:: Custo mensal é de 25 mil reais
O custo mensal de manutenção do Besnard é de cerca de 25 mil reais, basicamente o salário da tripulação, e o custo de um vigia permanentemente a bordo do navio  atracado no porto de Santos.

É um valor alto para uma Universidade que sempre tem limitações de verba

..:: Prefeito de Ilhabela promete rebocar o Besnard em, no máximo, seis meses
Segundo Brandini, Toninho Colucci, prefeito de Ilhabela, pediu seis meses para rebocar o Besnard para seu destino final: o afundamento na Ponta da Sela.

..:: Não basta afundar de qualquer jeito
Para aqueles que não se conformam com o destino do Besnard ainda há tempo para transforma-lo em Museu flutuante. Projeto mais caro que o afundamento, que também demanda custos consideráveis. É preciso preparar o navio, limpa-lo por dentro, retirar uma série de peças, fazer um projeto, ter aprovação do EIA RIMA, etc. Não se trata de um simples afundamento. Há um protocolo internacional a ser seguido, providências que ainda não foram tomadas pela Prefeitura de Ilhabela.

Portanto, ainda há tempo para mudar seu destino. Dependeria de um acordo com o prefeito, um levantamento de custos para mante-lo flutuando, mais os custos de manutenção, pintura, eventuais reformas internas. O projeto exigiria a concordância do tresloucado Toninho Colucci, um político que já deu provas de não valorizar nosso patrimônio náutico; e a fundamental participação da iniciativa privada.

..:: Transformar o Prof. W. Besnard em Museu
Infelizmente o “Brasil deu as costas para o mar”. Não valorizamos nossa extraordinária herança náutica; nas escolas ou faculdades, a saga ultramarina portuguesa não merece o devido destaque, o brasileiro comum mal a conhece; não cultuamos a mentalidade marítima. E isso dificulta o projeto.

..:: O Mar Sem Fim se dispõe a ajudar caso queiram lutar pelo Museu flutuante
Esta ignorância de nossa dependência marítima, desde 1500 até hoje, torna a missão de transformar o navio Prof. W. Besnard em Museu flutuante uma tarefa quase impossível, uma proeza em época de crise. Mesmo assim se alguém, ou algum grupo, se propor a organizar a alternativa, desde já conte com o apoio do Mar Sem Fim.

Seria uma bela herança às futuras gerações, e um sinal de respeito, de mudança de mentalidade marítima.

Vamos à luta?

Fonte..:: Mar Sem Fim







Foto Antiga: Conselheiro Nébias em Santos SP


Cartão Postal Santos na Década de 1920. Av. Conselheiro Nébias e seus casarões.

 As Pessoas estavam imigrando do centro para as proximidades das praias. 

Postal Coleção..:: . Laire Giraud.


segunda-feira, 20 de março de 2017

Justiça ordena recuperação da Vila Operária Fabril de Cubatão SP

Em Cubatão, importante pólo industrial da América Latina localizado no sopé da Serra do Mar, há um patrimônio industrial construído no inicio do século 20, a Vila Operária Fabril.

Vila Operária Fabril

Este importante conjunto arquitetônico estava ameaçado de extinção, não fosse a intervenção do CONDEPAC – Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Cubatão. Segundo o presidente do órgão de defesa, o arquiteto Rubens Brito, o embate entre empresa responsável e o poder público se arrasta desde 2005.

Em 2012, ao assumir o conselho, Brito desenvolveu o início e a conclusão do Dossiê de Tombamento do Conjunto Cultural da Vila Fabril, decisão acordada em reunião entre o CONDEPAC e Ministério Público.

Imóveis precisam de restauro urgente 

Em 2013, Preocupados com a gradativa destruição do conjunto arquitetônico em estilo art déco, o CONDEPAC entrou com representação junto ao Ministério Público de São Paulo e a Promotoria de Cubatão, solicitando a preservação urgente do bem, pois já havia o tombamento provisório.

No final de 2013, o Ministério Público homologou o Instrumento de Tutela Antecipada, o qual impedia a execução de obras de qualquer natureza na área objeto de tombamento, até que se garantisse a preservação integral da vila. Entretanto, até o final de 2016, a então prefeita de Cubatão, Márcia Rosa, não havia homologado a minuta de tombamento.

Agora, no inicio deste mês de março, o CONDECAP foi notificado sobre a decisão da Juíza de Direito, Drª Sheyla Romano dos Santos Moura, na qual considerou a ação procedente, devendo as empresas MD Papéis e Formilinter, proprietárias dos imóveis, recuperarem a igreja Nossa Senhora Aparecida (foto abaixo) e todos os demais imóveis da Vila Operária.






sexta-feira, 17 de março de 2017

Selo de Qualidade no Turismo: Paraná

Opinião Caiçara Expedições: Ótimo Exemplo a ser seguido pelos Municípios Turísticos


Nesta sexta-feira (17), 120 empresas paranaenses receberem o Selo Qualidade do Turismo do Paraná em Curitiba. Destas, 23 são do oeste do Paraná. O reconhecimento se deve ao trabalho de cerca de um ano, no desenvolvimento de melhorias nos processos de gestão e qualidade na prestação dos serviços. As empresas que receberão o selo são participantes do ciclo 2016/2017 do programa Selo Qualidade do Turismo do Paraná e atingiram, no mínimo, 80% nas análises de conformidade nos critérios de qualidade do programa, índice que as diferenciam na sua área ou segmento de atuação.

Segundo o consultor do Sebrae/PR em Foz do Iguaçu, Ricardo Flores, as empresas estiveram engajadas e comprometidas em conquistar excelência em qualidade de gestão. “A conquista do Selo garante que a empresa cumpriu com uma série de requisitos de modelos de qualidade tanto em relação à gestão empresarial quanto à prestação de serviços. O Selo assegura diferencial competitivo a esses pequenos negócios e pode, inclusive, abrir novos mercados”, destaca.

Para a consultora do Sebrae/PR, Danieli Doneda, que atua com o programa em Cascavel, o Selo é importante para empresas de turismo. “O cliente de turismo geralmente não conhece a empresa pessoalmente. Antes da escolha de um hotel, por exemplo, recorre a sites, indicações de outros turistas. O Selo pode servir também de referência, pois avalia, além de atendimento e infraestrutura, a gestão, a legalidade, a seriedade dessas empresas”, complementa a consultora.

A cerimônia de entrega do Selo para as 120 empresas paranaenses será no Expo Unimed Curitiba, mesmo local onde acontece o 23º Salão Paranaense de Turismo, a partir das 18h30 e marca o encerramento das ações do ciclo 2016/2017 do Programa Selo de Qualidade do Turismo do Paraná. O ciclo contou com a participação de 160 micro e pequenas empresas do setor, atuantes nos segmentos: meios de hospedagem (hotéis, resorts, hostels, flats e pousadas), estabelecimentos de gastronomia turística (restaurantes, bares, lanchonetes), agências de turismo receptivo, organizadoras de eventos, locadoras de veículos, empresas de transporte turístico e espaços para eventos.

..:: Região
As empresas do Oeste do Paraná que receberão o Selo na categoria Organizadores de Eventos são: W4 Eventos, de Cascavel; e De Angeli, de Foz do Iguaçu. Na categoria Gastronomia, Rubayá Sfiha, Restaurante Armazém e Cadilac American Burguer, de Cascavel; e as Churrascarias do Gaúcho (Vila Portes, Marechal e República), de Foz do Iguaçu. Na categoria Receptivo, as empresas de Foz do Iguaçu, Bliss Receptivo & Eventos, Igu City Bus, Martin Travel e Natural Travel, também receberão o reconhecimento.

No segmento de Meios de Hospedagem, o hostel Concept Design e os hotéis Cataratas Park, Del Rey, Nadai Confort, Pietro Angelo, Rafain Centro, San Juan Eco, San Juan Tour, Iguassu Holiday, ambos em Foz do Iguaçu; além do Hotel Praia Sol, de Santa Terezinha de Itaipu; e Harbor Querência Hotel, de Cascavel; serão os certificados com o Selo Qualidade do Turismo do Paraná na categoria.

“O Selo reconhece publicamente que essas são empresas que têm se dedicado diretamente a ser referência de atendimento, de gestão, de responsabilidade com a comunidade e com o cliente que ela atende. Para o cliente, o Selo é uma validação, uma tranquilidade em procurar os serviços prestados por essas empresas chanceladas”, argumentam os consultores do Sebrae/PR, Danieli e Ricardo.

..:: O Programa
O Programa Selo de Qualidade do Turismo do Paraná é desenvolvido pelo Sebrae/PR em parceria com Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Paraná (ABIH-PR), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Paraná (Abrasel-PR), Associação Brasileira de Agências de Viagens do Paraná (Abav-PR), Associação Brasileira de Empresas de Eventos do Paraná (ABEOC/PR), Paraná Conventions e Paraná Turismo.

O conteúdo prevê uma série de etapas para elaboração de diagnóstico empresarial, feito com base em questionários respondidos pelos empresários, treinamentos, palestras, avaliações de consultores e visitas técnicas. São avaliados requisitos legais, processos de gestão, sustentabilidade e atendimento, itens de infraestrutura e oferta de serviços. O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) é o responsável pela análise de conformidade e avaliação das empresas no final do processo.

O programa tem como objetivo o aperfeiçoamento técnico e profissional das empresas do setor turístico, por meio de avaliação da gestão, processos e qualidade de produtos e serviços. “Uma das vantagens do programa é estimular a melhoria contínua na gestão do negócio e na prestação de serviço aos turistas, com conteúdo que aponta soluções para reduzir perdas e custos no processo produtivo, melhorar a rentabilidade e aumentar o lucro”, explica o coordenador estadual de Turismo do Sebrae/PR, Aldo Cesar Carvalho.

O Sebrae/PR é responsável pela execução técnica do programa que, entre outras vantagens, melhora a imagem da organização e de seus produtos junto aos clientes. “Não podemos deixar de enfatizar que o Selo também reposiciona e fortalece as marcas, facilitando o acesso a novos mercados, além de priorizar as empresas participantes em ações como rodadas de negócios, feiras e eventos de grande porte”, resume.

Fonte..:: MassaNews


2 Dobrado se apresenta em Santos dia 23 março 2017

A Banda lança seu novo single “ Vivendo Bem” com capa assinada por artista plástico

A Banda 2 Dobrado se apresenta na próxima quinta-feira(23), a partir das 21h, convites a partir de R$10, no Bujas Garagem bar, em Santos. Com quatro anos de estrada e muita bagagem na carreira, a Banda “Dois Dobrado” chega com novidades neste ano. A banda lançou no inicio de fevereiro, a nova música de trabalho,. “ Vivendo Bem” já está no lema do forrozeiro e vai estar em todas as plataformas digitais.
A nova música, passa a mensagem de que é possível encontrar a leveza de viver a vida de modo amável e feliz em nosso dia a dia.
Para o compositor dessa obra, que está na estrada há 15 anos, Jorge Silva “a música caiu como uma luva para a banda, pois o dois Dobrado prega a alegria e a positividade nos shows, por que o forró é assim, um ritmo contagiante e alto astral!”, ressalta o compositor.
Outra novidade é que a capa conta com a inspiração do renomado artista plástico Rogério Pedro. O artista de 41 anos já ganhou prêmios de artes visuais nas categorias ouro e mérito, em 1998 e 1999. Na capa do single, colocou seus traços mais marcantes, com volumes, formas e pinturas figurativas.
O grupo faz um show bem humorado cheio de influências do rock, choro, música erudita e, claro, muito forró pé de serra. Formada em 2013 o quarteto já dividiu o palco com nomes como Sandra de Sá, Oswaldo Montenegro e Trio Virgulino e já passou pelas mais importantes casas de forró do Brasil.
Em 2016 a banda lançou seu primeiro CD além de ter feito apresentações em festivais na Alemanha, incluindo o “Forró in May” em Munique. Dois Dobrado é: Jonas Virgulino (sanfona), Jorge Silva (cavaquinho), Marcelo Lima (voz e triângulo), Will Santos (zabumba)
Mídias:
Instagram: @doisdobrado
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCEwkZeLnWCMrPzgIBKWgAMw/videos

Clipes:
Vou te namorar:
 https://www.youtube.com/watch?v=-ybmoY9dwIA
Vamos todo mundo pro forró:
 https://www.youtube.com/watch?v=KjeFvAk41cs
Desmantelo: 
https://www.youtube.com/watch?v=WbLRx9fKwrQ

Serviço:
Bujas Garagem Bar
Avenida Washington Luís, 323 (Canal 3- Santos - SP)
Tel:(13) 3040-3730
Data:23 de Março - Quinta Feira
Horário: 21hs
Valores até 23hs R$10,00 (Homem e Mulher) após 23hs R$15,00 (Homem e Mulher)
Imprensa:
Fernanda Aleixo
Tel: (12) 982086405
(16) 30216372

(16) 98255 1115

Prêmio Top Blog 2013/2014

Prêmio Top Blog 2013/2014
1º lugar "Oscar dos Blogs Brasileiros" na categoria Viagem e Turismo Profissional, pelo voto popular.

..:: Últimos Posts ::..

..:: O nós é feito de eus ::..

..:: Feito com Muito Carinho ::..

..:: Feito com Muito Carinho ::..