Turismo Consciente na
Costa da Mata Atlântica
(Baixada Santista)
BLOG CAIÇARA

Tradutor:

domingo, 11 de setembro de 2016

Santos o Porto das Banana - História da bananicultura




No começo do século XX, Santos foi um dos mais importantes portos para a exportação de banana na América Latina. O litoral paulista era grande produtor e as cargas vinham de todos os lados. A maior parte das fazendas enviava suas cargas por terra, mas havia pequenos produtores, em especial os de comunidades caiçaras, que transportavam os cachos em pequenos barcos, muitas vezes em viagens marítimas que duravam dias.


O ponto de encontro dessa turma era na Bacia do Mercado, que ficou um tempo conhecida como o “Porto das Bananas”. 

Muita gente ficou rica vendendo esta fruta, casos de João Octávio (o mesmo que mandou construir o Escolástica Rosa) e Dona Áurea Conde (a que possuía um belo palacete na Praça da Independência), também conhecida como a “rainha da banana”.

A imagem deste post, dos primeiros anos do século XX, mostra o ancoradouro nas cercanias do Mercado Municipal, onde a população caiçara e ribeirinha entregava o produto. Além de bananas, estas pessoas também traziam para vender outros produtos de lavoura.

Fonte..:: Memória Santista

SANTOS BANANA - Era o nome de uma empresa exportadora de bananas, que funcionava em Santos. Aliás até os anos 1950 Santos não era só o porto do café, Também era o porto da banana, Navios frigoríficos levavam milhares de cachos p/ o mercado europeu e argentino. Nos anos 60 muitas empresas importadoras do produto compraram fazendas na América Central e passaram a exportar de lá e, nós perdemos o mercado internacional.






Para Roteiros Históricos e Culturais na Baixada Santista






Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Caiçara Expedições agradece sua participação!
obs: Os comentários são moderados.

Mantenha contato! Muita Luz ...

Blog Caiçara é Vencedor do Prêmio Top Blog

Blog Caiçara é Vencedor do Prêmio Top Blog
BLOG CAIÇARA é o VENCEDOR do PRÊMIO TOP BLOG (2013/2014). Categoria: VIAGENS E TURISMO.