Turismo Consciente do Litoral de São Paulo = Blog Caiçara!.............Caiçara Expedições Agência de Viagens e Turismo...........Receptivo Baixada Santista - Litoral de São Paulo....Seja Bem Vindo!

..:: Pesquisa Blog Caiçara ::..

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Unidades de Conservação no Brasil: A contribuição do uso público para o desenvolvimento socioeconômico

Qual a receita potencial (direta ou indireta) que pode ser esperada do aproveitamento turístico dentro de uma UC com uso público?


Com esta publicação o Instituto SEMEIA busca responder a essa pergunta, dimensionando a ordem de grandeza da perda que o Brasil tem por não valorizar o aproveitamento turístico desses espaços e seus potenciais  benefícios para a sociedade e para o meio ambiente.

Sabemos que o fato de o Brasil não aproveitar eficientemente o potencial de uso público das suas unidades de conservação (UC) impede a geração de recursos que seriam extremamente úteis aos  objetivos de conservação da biodiversidade e desenvolvimento socioeconômico do entorno dessas áreas. Os brasileiros, por meio das UC, preservam o equivalente ao território de três Franças. E apesar de  figurar em primeiro lugar no quesito “recursos naturais” em um ranking mundial de competitividade do turismo, a atividade no Brasil ocupa a 51ª posição em um conjunto de 140 países.

Para a elaboração deste estudo, dois cenários foram considerados: o primeiro é aderente à realidade existente no País em que as unidades de conservação menos eficazes se espelhariam em práticas  adotadas hoje nas UC mais eficazes. Já o segundo, contempla um cenário potencial, em que o Brasil desenvolveria as ações necessárias para se equiparar às práticas de países desenvolvidos e que são  referência no assunto.

Com esses cenários é prudente tratar os números finais como ordens de grandeza ao invés de provisões pontuais. Estima-se que as melhorias na infraestrutura e gestão nas UC sejam capazes de  aumentar a visitação em parques brasileiros, sendo capazes de gerar uma receita de R$ 168 bilhões em 10 anos. Levando em conta padrões internacionais de concentração da atividade  turística em parques e supondo que 70% da receita adicional desses 168 bilhões sejam concentrados em 20% dos municípios, o impacto médio sobre o PIB dessas regiões pode ser bem expressivo, da  ordem de 3,5%.

INFORMAÇÕES GERAIS:
Título: Unidades de Conservação no Brasil: A contribuição do uso público para o desenvolvimento socioeconômico
Número de páginas: 53
Ano de publicação: 2014
Distribuição: online - Faça o download aqui .
Perguntas Frequentes: Leia aqui .

SAIBA MAIS:
‘Negócios nos parques’ , matéria do jornal Folha de S.Paulo analisa o resultado de estudo realizado pelo Semeia sobre o potencial econômico das unidades de conservação brasileiras.

Fonte..:: SEMEIA

(turismo, ecoturismo, recicle suas idéias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Caiçara Expedições agradece sua participação!
obs: Os comentários são moderados.

Mantenha contato! Muita Luz>>>

Prêmio Top Blog 2013/2014

Prêmio Top Blog 2013/2014
1º lugar "Oscar dos Blogs Brasileiros" na categoria Viagem e Turismo Profissional, pelo voto popular.

..:: Últimos Posts ::..

..:: O nós é feito de eus ::..

..:: Feito com Muito Carinho ::..

..:: Feito com Muito Carinho ::..