Turismo Consciente do Litoral de São Paulo = Blog Caiçara!.............Caiçara Expedições Agência de Viagens e Turismo...........Receptivo Baixada Santista - Litoral de São Paulo....Seja Bem Vindo!

..:: Pesquisa Blog Caiçara ::..

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Papo de Biologia: CATETO (Tayassu tajacu)


Características - também chamados de caititus ou catitus. Selvagem e resistente. Em geral, um adulto chega a ter 50 centímetros de altura e 1 metro de comprimento, podendo pesar 35 quilos. A pelagem é grossa e acinzentada. Na linha do pescoço, os pelos brancos e longos formam um colar, característico da espécie. As patas são pretas e curtas, sendo que as dianteiras têm quatro dedos e as traseiras, apenas três. Os dentes caninos são protuberantes e ficam para fora da boca. Embora seja um suídeo, o cateto tem um estômago compartimentado, semelhante ao dos ruminantes. Isso faz com que o animal seja pouco exigente em alimentos ricos em proteína e se adapte bem com forragens. 

Habitat - florestas úmidas, mas sobrevive até em áreas devastadas 

Ocorrência - do Sudoeste dos Estados Unidos (Texas, Novo México, Arizona) até os países das Américas Central e Latina. 

Hábitos - são animais gregários. Vivem em pequenos grupos de 5 a 15 indivíduos de ambos os sexos. Geralmente são liderados por um macho, e tanto os pais quanto os outros adultos do bando protegem as crias. Para se identificar, esfregam uns nos outros uma glândula localizada no dorso que excreta um odor forte. O cheiro também serve para reconhecer o território. Sempre lutam juntos contra os inimigos, fazendo um barulho com os dentes e o queixo. Quando fogem, no entanto, cada animal vai para um lado, o que facilita a ação de predadores. É por isso que existe um provérbio mineiro que diz que "cateto fora da manada cai no papo da onça". Embora sejam agressivos, são facilmente domesticáveis. Apesar de não serem semi-aquáticos, como a capivara, conseguem nadar. 

Alimentação - frutas, raízes, talos e pequenos animais. 

Reprodução - uma fêmea é capaz de dar à luz duas vezes por ano. Em um plantel, um macho pode fecundar cinco matrizes, sendo que cada uma tem dois filhotes. Como um período de gestação dura em torno de quatro meses, é possível ter 20 filhotes em um ano. 

Predadores naturais - onça quando encontra algum animal desgarrado do grupo. 

Ameaças e utilização - animal muito caçado pela carne apreciada. É facilmente domesticado e pode ser uma fonte de alimentação rica em proteínas Além da carne, que tem sabor parecido com a de porco mas é menos gordurosa, o couro é exportado para o Japão, que o utiliza na fabricação de luvas de beisebol. Para criar cateto em cativeiro é necessário, em primeiro lugar, obter autorização do Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, que estabelece uma série de exigências como, por exemplo, o número inicial de matrizes e reprodutores, um esboço do local de instalação desses animais, o tipo de alimentação oferecida aos bichos e o parecer de um técnico responsável pelo criatório. Embora sejam selvagens, os caititus se reproduzem bem em cativeiro, podendo dobrar o plantel por ano. O manejo é relativamente fácil e, se for bem feito, pode fazer com que os animais se tornem mais dóceis.

Fonte..:: VivaTerra

(papo de biologia)



Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Caiçara Expedições agradece sua participação!
obs: Os comentários são moderados.

Mantenha contato! Muita Luz>>>

Prêmio Top Blog 2013/2014

Prêmio Top Blog 2013/2014
1º lugar "Oscar dos Blogs Brasileiros" na categoria Viagem e Turismo Profissional, pelo voto popular.

..:: Últimos Posts ::..

..:: O nós é feito de eus ::..

..:: Feito com Muito Carinho ::..

..:: Feito com Muito Carinho ::..