Turismo Consciente do Litoral de São Paulo = Blog Caiçara!.............Caiçara Expedições Agência de Viagens e Turismo...........Receptivo Baixada Santista - Litoral de São Paulo....Seja Bem Vindo!

..:: Pesquisa Blog Caiçara ::..

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Desabafo! O combinado não sai caro

Por..:: Celso Machado

Toda relação de confiança pressupõe uma fiança mútua. Uma fiança em que cada uma das partes se compromete com a outra. Em que combina condições que vão estabelecer os parâmetros seja de relacionamento, seja de atuação, de convívio. Então, quando isso não acontece, surge uma ruptura. A parte que confiou, que acreditou na outra baseada na conduta de lealdade que adota, quando não recebe reciprocidade se sente traída.

Quando alguém pela razão que for, tiver que alterar uma relação baseada em confiança, seja por se sentir prejudicada ou razão qualquer for deveria compartilhar isso com a outra. É uma questão de coerência, de respeito não apenas com o outro, mas consigo próprio. Quem desrespeita aquilo que ficou estabelecido não desrespeita apenas o outro, desrespeita a si mesmo, porque perde uma das coisas mais valiosas para o ser humano, a coerência.

Muitas vezes por circunstâncias diversas da vida, por questões mal resolvidas, uma pessoa que durante muito tempo viveu uma situação baseada em confiança, volta-se contra a outra. Nessa hora usa os mais diferentes argumentos tentando fundamentar um gesto que no fundo deveria ser considerado como uma traição.

Sem ser radical penso que isto vale tanto para as relações pessoais e sociais quanto para as profissionais. Até porque toda relação profissional tem sempre uma relação pessoal. Empresa não fala, não age por si, todas se expressam e se comportam por meio de pessoas. De suas regras, atitudes e gestos. De seus procedimentos e decisões.

Sem entrar nos aspectos legais, mas ficando nos morais, quem estabelece e aceita as condições, deveria cumpri-las. Antigamente se chamava isso de fio de bigode.

Palavra dada era compromisso assumido. Ou para usar um dito popular, o que combinado não sai caro.

Porque toda vez que acontece uma quebra de confiança, o estrago não fica restrito às partes. O desdobramento vai muito além e o que é pior, quase sempre vai atingir quem nada tem a ver com isso.
Como o gato escaldado que fica com medo de água fria aquele que não teve a reciprocidade e que se sente traído, passa a desconfiar de todos. Porque ao não receber o tratamento que ofereceu, o que ficou combinado, o que foi estabelecido e ajustado quase sempre o temor, a dúvida, a insegurança passam a predominar sobre a confiança.

As marcas dessa decepção criam uma resistência e quando dos novos relacionamentos, aquele que não tem nada a ver com o anterior, sofre as conseqüências da decepção que o outro provocou. É a laranja podre que vai contaminando as sadias que estão na cesta.

Se quem quebra uma relação de confiança tivesse consciência com certeza nunca faria isso. Primeiro porque respeitaria aquilo que estabeleceu e segundo porque nunca permitiria cobrar de alguém uma dívida que não é dela. Nunca negaria a quem não fez nada a chance de ter o mesmo direito que a vida lhe proporcionou.


Combinar = Comprometimento

(recicle suas idéias)

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Caiçara Expedições agradece sua participação!
obs: Os comentários são moderados.

Mantenha contato! Muita Luz>>>

Prêmio Top Blog 2013/2014

Prêmio Top Blog 2013/2014
1º lugar "Oscar dos Blogs Brasileiros" na categoria Viagem e Turismo Profissional, pelo voto popular.

..:: Últimos Posts ::..

..:: O nós é feito de eus ::..

..:: Feito com Muito Carinho ::..

..:: Feito com Muito Carinho ::..